Invertebrados aquáticos

Vamos conhecer os animais que não possuem espinha dorsal e vivem em ambientes aquáticos? Continue lendo!

0

Os invertebrados aquáticos são os animais que não possuem coluna vertebral e vivem na água.

Apesar de também serem encontrados em água doce, a maioria desses animais vive no ambiente marinho e são classificadas em três grupos: plâncton, nécton e bentos.

Plâncton

O plâncton é composto por animais muito pequenos que flutuam na água sendo levados pela corrente marítima. Eles não fazem contato com nenhum tipo de substrato e podem ser fotossintetizantes. Por isso, eles são divididos em: fitoplâncton e zooplâncton.

O fitoplâncton é composto por seres fotossintetizantes, portanto autotróficos e que servem de alimento para outros animais. Acredita-se que o fitoplâncton seja o responsável por, pelo menos, 80% da produção de oxigênio da atmosfera.

Invertebrados aquáticos - Fitoplâncton marinho
Invertebrados aquáticos – Fitoplâncton marinho

O zooplâncton são representados por pequenos crustáceos e larvas, ou seja, organismos heterotróficos que flutuam a procura de alimento.

Invertebrados aquáticos - Zooplâncton marinho
Invertebrados aquáticos – Zooplâncton marinho

Os crustáceos mais abundantes no zooplâncton são os copépodos, mas além deles também existem larvas de diversos animais e algumas medusas.

Nécton

O nécton é composto por animais que possuem apêndices próprios para locomoção. Eles possuem vida livre e, em geral, passam a maior parte da vida flutuando. No entanto, eles também podem se associar a um substrato.

As águas-vivas, as lulas e os polvos fazem parte desse grupo e podem tanto flutuar quanto se movimentar próximo ao solo em busca de alimentos.

O nécton pode ser composto por espécies gigantes e que emitem sinais luminosos brilhantes, como é o caso de algumas águas-vivas.

Invertebrados aquáticos - Água-viva gigante ao lado de um mergulhador
Invertebrados aquáticos – Água-viva gigante ao lado de um mergulhador

Bentos

Os bentos são aqueles animais que se associam a um substrato, como as esponjas e os corais. É importante ressaltar que, apesar de viverem associados a um substrato, esses animais podem ou não ser fixos.

Muitos se movem a procura de alimentos, já os sésseis se alimentam filtrando a água que passa por eles. Geralmente os bentos vivem no fundo do mar, onde está a maior diversidade dos oceanos.

Entre os bentos podemos citar as esponjas, os corais, as estrelas-do-mar, as anêmonas, os siris, as lagostas e os poliquetas.

Invertebrados aquáticos - Bentos, corais no fundo do mar
Invertebrados aquáticos – Bentos, corais no fundo do mar

Invertebrados de água doce

A maioria dos invertebrados que vivem na água doce são animais microscópicos, ou seja, muito pequenos.

Um deles é o grupo dos rotíferos que possuem a borda da boca cheia de cílios e se movem rapidamente pela água. Eles podem estar presentes em qualquer tipo local com água doce, sejam lagos, lagoas, rios ou poças.

No grupo dos artrópodes, que é um dos maiores do Reino Animalia, muitos animais podem ser aquáticos, podemos citar as libélulas, as moscas-de-água e algumas mariposas.

Invertebrados aquáticos - Libélula
Invertebrados aquáticos – Libélula

Alguns insetos podem ter parte do ciclo de vida que passa pela fase de larva durante metamorfose , e elas podem ser aquáticas. Além dessas larvas, também existem vermes, moluscos, crustáceos, briozoários.

Alguns moluscos como os caracóis também vivem na água. Eles podem ser hospedeiros intermediários de muitos parasitas que transmitem doenças como a esquistossomose.

Invertebrados aquáticos - Molusco: caracol
Invertebrados aquáticos – Molusco: caracol

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.