Afrodite, Deusa do amor, da beleza e da sexualidade

Modelo de beleza na Antiguidade e inspiração para muitos pintores renascentistas, a deusa tornou-se uma das divindades mais lembradas da mitologia grega.

0

Apesar de ser um dos nomes mais conhecidos da mitologia grega, a história do nascimento de Afrodite é marcada por ter diferentes versões. Considerada como o ideal de beleza dos gregos da Antiguidade, ela é a deusa do amor, beleza e sexualidade.

Teve inúmeros relacionamentos extraconjugais, e deles, foram gerados vários filhos. Um de seus amantes mais notórios é Ares, com quem teve seu filho mais conhecido, Eros, o deus do amor e da paixão.

Em suas representações mais comuns ela aparece completamente nua, ou seminua, sempre com aparência jovem, além de muito bela e sorridente. Em algumas versões, ela aparece surgindo em meio às ondas, de pé, com um dos pés sobre uma tartaruga, em uma concha, ou ainda, montada em um cortejo de Nereidas e Tritões.

Em outras, ela aparece em uma carruagem guiada por dois pombos ou dois cisnes.

Quem foi Afrodite na mitologia grega

Veja mais sobre: Mitologia egípcia », Mitologia grega »

Embora a deusa Afrodite tenha nascido da ilha de Chipre, há duas versões mais conhecidas que explicam seu nascimento. Na mais aceita delas, a de Homero, ela é filha do deus dos deuses, Zeus, e da deusa das Ninfas, Dione.

Porém, na história de Hesíodo seu nascimento se deu de uma forma um tanto curiosa. De acordo com ele, Cronos cortou os testículos de Urano, pai da deusa, e os jogou ao mar. A partir dos órgãos formou-se uma espuma branca, que misturou-se ao mar, fecundando e originando Afrodite.

Ela possuía uma beleza estonteante e suas características mais marcantes são a personalidade sedutora, vingativa e charmosa, além da vaidade exacerbada.

O deus Hefesto, ao nascer, foi rejeitado pelos seus pais, Zeus e Hera, já que, além de manco, eles consideravam sua aparência feia. Ao ser rejeitado e lançado do monte Olimpo, ficou aos cuidados de Tétis, com quem aprendeu a trabalhar com os metais.

Artigos relacionados
1 De 4

Algum tempo depois, Hera arrependida do que fez com o filho e tentando fazer com ele voltasse para o Olimpo, arranjou-lhe o casamento com Afrodite. Vaidosa como era, ela não ficou satisfeita com a aparência de seu marido, rejeitando-o também.

Além de não terem nenhum filho, Afrodite teve uma série de relacionamentos extraconjugais, tanto com outros deuses, quanto com mortais. O deus da guerra, Ares, foi um de seus amantes mais conhecidos. Juntos eles tiveram:

  • Eros – deus do amor;
  • Fobos – deus do medo;
  • Deimos – deus do terror;
  • Anteros – deus do amor não-correspondido;
  • Harmonia – deusa da harmonia;
  • Pothos – deus da paixão;
  • Himeros – deus do desejo sexual.

Outro relacionamento conhecido foi com o deus mensageiro, Hermes. Eles tiveram um filho chamado Hermafrodito, em uma mistura do nome dos pais. Além da beleza de seus genitores, o deus herdou os órgãos sexuais dos dois gêneros.

Seu filho Himeneu, o deus do casamento, foi gerado junto com o deus da luz, Apolo. Com o deus do prazer, das festas e do vinho, Dionísio, ela teve Príapo, o deus da fertilidade. Teve, ainda, filhos com mortais. Os mais conhecidos são o belo jovem Adônis e Anquises, com quem teve Liro e Eneias, esse último, um dos heróis da guerra de Tróia.

Apesar de ser a deusa do amor, seu comportamento não tinha nada de amável. Colecionou inúmeras rivalidades, geralmente por conta de seus amantes ou por ciúmes e inveja. Teve desavenças, entre outras, com as deusas Hera, Perséfone e Atena.

Curiosidades sobre Afrodite

  • Na mitologia romana a correspondente de Afrodite é Vênus;
  • No Renascimento foi usada como inspiração para muitos pintores e escritores. A obra mais conhecida é “O nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli;
  • Na Grécia Antiga, principalmente nas cidades de Atenas, Corinto e Esparta seu culto estava associado aos prazeres carnais;
  • Durante as festas que homenageavam a deusa, as sacerdotisas que a representavam eram prostitutas sagradas, uma vez que o sexo com elas era considerado um ritual de adoração. As festas eram “afrodisíacas”, daí vem o termo usado até hoje;
  • O nome Afrodite significa “nascida da espuma”, o que corrobora uma das versões sobre seu nascimento.

Quer ver mais? Veja a lista completa dos Deuses Gregos: Todos os Deuses Gregos

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.