Governo de Delfim Moreira (1918-1919)

O governo de Delfim Moreira foi marcado por problemas sociais e pelo fim da Primeira Guerra Mundial.

Delfim Moreira foi o décimo presidente do Brasil, tendo governado o país por apenas oito meses, de novembro de 1918 a julho de 1919.

O governo de Delfim Moreira foi marcado por problemas sociais, tais como greves, rebeliões e o fim da Primeira Guerra Mundial (1914-1918).

Biografia de Delfim Moreira

Delfim Moreira da Costa Ribeiro nasceu no dia 7 de novembro de 1868, em Cristina, interior de Minas Gerais. Filho de um português e de uma brasileira oriunda de famílias abastadas, Delfim graduou-se em Direito pela Faculdade de Direito de São Paulo.

Integrou o grupo que defendia a adoção da república desde o período imperial e exerceu alguns cargos públicos no cenário político mineiro, tais como:

Delfim foi eleito vice-presidente do Brasil nas eleições de 1918, que elegeram Rodrigues Alves como presidente da república.

Contudo, antes de empossar no cargo, o presidente eleito faleceu vítima da gripe espanhola. Sendo assim, Delfim Moreira teve que assumir o posto presidencial, tornando-se o décimo presidente do Brasil.

Seu mandato durou o tempo necessário para que novas eleições ocorressem, pois, segundo a Constituição da época, caso o presidente eleito assumisse o cargo por um período menor do que dois anos, deveriam ocorrer novas eleições.

Após a eleição do novo presidente, Epitácio Pessoa, Delfim reassumiu seu cargo de vice-presidente, mas morreu menos de um ano depois, em 1920.

Governo de Delfim Moreira

O governo de Delfim Moreira foi marcado por alguns acontecimentos, como as greves trabalhistas, resquícios da Greve Geral de 1917.

Em vez de atender as demandas dos operários, a medida adotada por este governo foi reprimir o movimento e ignorar as necessidades dos trabalhadores.

Além das greves, podemos citar a Chacina dos Nove, também conhecida como Chacina do Duro, que ocorreu entre os meses de dezembro de 1918 e janeiro de 1919, em Goiás.

O conflito ocorreu em razão de uma disputa familiar por uma herança. Tal evento contou com a participação de duas famílias tradicionais da região.

O governo federal, por sua vez, se concentrou em combater o coronelismo para tentar centralizar o poder no executivo federal.

Foi durante o governo de Delfim que a Primeira Guerra Mundial chegou ao fim. O Brasil compôs o grupo vencedor do conflito, por isso, enviou o então senador Epitácio Pessoa para representar o país durante a Conferência de Paz que criou o Tratado de Versalhes.

Na Conferência, o país pediu indenizações pelos danos causados pelos alemães que apreenderam sacas de café brasileiras nos portos da Alemanha.

O Código Civil brasileiro foi modificado e o estado do Acre sofreu alterações em sua estrutura administrativa.

Fim do governo Delfim Moreira

O fim do governo Delfim Moreira ocorreu após as eleições de 1919, quando ele passou o posto presidencial para o candidato eleito, Epitácio Pessoa.

A partir de então, Delfim Moreira reassumiu seu cargo de vice-presidente do Brasil até julho de 1920, quando faleceu.

Saiba mais em:

Brasil RepúblicaHistória do BrasilPresidentes do Brasil