História da Dança

A dança é uma expressão artística e corporal que acompanha o desenvolvimento da sociedade.

A dança é uma expressão artística que movimenta o corpo. Considerada uma das principais artes cênicas da Antiguidade, a dança utiliza o corpo como um instrumento criativo.

Na maioria das vezes, esta manifestação artística acompanha um ritmo musical, entretanto, ela também pode ser expressa sem qualquer tipo de música.

Os movimentos da dança ocorrem de forma previamente estabelecida, isto é, por meio de coreografias ou de forma livre, improvisada.

Esta expressão artística está presente na vida de grande parte das pessoas do mundo. Saiba mais sobre a história da dança!

Resumo – História da dança

A dança é considerada uma das primeiras manifestações expressas pelo ser humano. Sua origem remonta à Pré-História, quando homens e mulheres realizavam experimentações corpóreas que envolviam o bater palmas e bater os pés no chão.

Com isso, a dança primitiva surge a partir das descobertas de novos ritmos e sons que foram sendo embalados pelo movimento do corpo.

Nesse sentido, é bastante provável que o surgimento da dança tenha coincidido com o da música, pois ambas se relacionam a rituais.

Existem estudos de pinturas rupestres que suspeitam que tais registros representem corpos humanos em movimento, que foram decifrados como danças.

História da dança
Pinturas rupestres representando danças.

Há registros da ocorrência de danças milenares, desde o Egito Antigo, Índia Antiga, Grécia Antiga e Roma Antiga, como forma de compor os rituais sagrados, pois acreditavam que a dança possuía poderes mágicos.

Por isso, o maior objetivo desta expressão artística era reverenciar as divindades ou auxiliar nos rituais que envolviam casamentos e funerais.

História da dança
Dança no Egito Antigo.

A influência religiosa da Igreja Católica durante a Idade Média fez com que a dança passasse por um processo de empobrecimento em razão da moralidade imposta por esta instituição.

Assim, as expressões artísticas que envolviam o corpo, passaram a ser vistas como pecado. De todo modo, a população rural manteve as tradições, com a dança camponesa.

História da dança
A Dança dos Camponeses, de Pieter Bruegel.

O Renascimento foi um movimento cultural e artístico que envolveu pinturaescultura e dança.

Este período foi marcado pela valorização dessa manifestação artística por parte da nobreza. A partir de então, a dança se torna um objeto de estudo que visava, sobretudo, sua sistematização.

O balé foi a expressão corporal que mais se destacou nesta fase.

História da dança
Balé no Renascimento.

Tempos depois surge a dança moderna, caracterizada por um estilo mais espontâneo e livre. Esta dança visava retratar o cotidiano, a vida real.

Isadora Duncan (1877-1927) e Martha Graham (1894-1991) foram grandes nomes desse estilo de dança que revolucionou essa expressão artística, além de aproximá-la a um número maior de pessoas.

História da dança
Martha Graham e Isadora Duncan.

Com o passar dos anos, surgiram novas maneiras de se expressar corporalmente. Atualmente, existe a dança contemporânea, que se baseia mais nas emoções do que na forma. Ela se caracteriza por movimentos mais livres, experimentais.

Sua técnica é tão ampla que não determina rigidamente estilos de roupas, músicas ou espaços. Por isso, a dança contemporânea pode ser apresentada em lugares inusitados.

História da dança
Dança contemporânea

Tipos de dança

Existem alguns tipos de dança:

  • Dança solo
  • Dança em dupla
  • Dança em grupo

Saiba mais em:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More