Principais danças da cultura brasileira

A dança pode ser utilizada como diversão, mas também como representação artística e cultural de um povo. Conheça as principais danças que compõe a cultura brasileira.

0

Quem não gosta de dançar, não é mesmo? Assim, no Brasil não é diferente, ainda mais porque o país é conhecido pela alegria e gingado do povo. Com isso, o samba e o frevo ficaram muito conhecidos pelo mundo como marca típica da cultura e dança brasileira.

Porém, pelo fato do Brasil ser bem extenso, cheio de misturas étnicas e culturais, existem muitas outros tipos de danças bem populares por aqui. Além disso, outro fator que propiciou essa grande diversidade foi a chegada de outros povos estrangeiros, como africanos e europeus.

Consequentemente, muitas características culturais têm influência desses povos. Por isso, nós fizemos uma lista para você conferir e conhecer outras danças muito populares em determinadas regiões do Brasil e que fazem parte da cultura local.

Danças indígenas

As danças indígenas são formas de expressividade cultural e religiosa dos índios. Além disso, esse tipo de dança representa objetivos diferentes das outras danças, pois são realizadas como rituais e representação dos costumes indígenas.

Com isso, elas são feitas como forma de homenagem a pessoas mortas, para expulsar doenças, espantar maus espíritos, agradecer pela colheita, pela pesca e pela caça, marcar a mudança de fase do jovem para a idade adulta, preparar para a guerra, entre outros.

Danças folclórica

As danças folclóricas são danças representativas de expressões culturais e artísticas, com base em tradições e costumes. Podem ser realizadas de diversas formas, dependendo do seu caráter, origem e expressividade do ritmo. Além disso, essas danças carregam uma carga histórica e reflexos dos seus integrantes nas danças.

Danças brasileiras

1 Maracatu

Maracatu

Quando se fala em nordeste, as pessoas costumam pensar logo no frevo. Entretanto, essa região é tão diversificada e apresenta muitas outras danças. O maracatu é uma delas, comum em todo o nordeste, porém é mais presente e típico de Pernambuco.

Essa dança é de origem africana, chegando no Brasil no período colonial junto com os negros escravizados que foram trazidos para a região. Além disso, faz parte das danças folclóricas do Brasil.

Os aspectos marcantes do maracatu são seus tambores bem característicos, suas danças bem teatrais e as roupas muito chamativas, com muitas cores e brilhos. A dança representa um cortejo a realeza, como forma de adoração aos reis do Congo.

Ademais, em sua raiz, tem aspectos religiosos, cultuando os deuses africanos. Porém, com o passar do tempo sua religiosidade foi se perdendo e a dança foi incorporada ao carnaval.

2 Maneiro-pau

Maneiro-pau

Sua origem não é certa, mas alguns historiadores afirmam que o maneiro-pau tem influências de origem árabe, enquanto outros dizem ser de origem africana. Porém, o que se pode afirmar é que esta é uma dança típica na região do Cariri, no Ceará, e surgiu na época do Cangaço.

Além disso, esse ritmo de dança tem características musicais parecidas com a capoeira. O maneiro-pau é dançado só por homens, que seguram um tronco na mão com a finalidade de baterem no chão e dar o som e ritmo da música, enquanto eles dançam e cantam.

Ademais, durante a dança é comum dois integrante formarem um duelo com os paus enquanto os outros formam uma roda e continuam batendo no chão para manter o ritmo da música.

3 Capoeira

Capoeira

A capoeira é na verdade uma expressão cultural brasileira, que engloba características de artes marciais, esporte, cultura popular, música e dança. Tem uma origem afro-brasileira e surgiu período do Brasil Colonial, quando os negros eram escravizados.

A capoeira nasceu como uma forma de proteção dos negros contra os senhores que os escravizavam, como uma forma de defesa. Porém, eles não poderia praticar luta de forma explícita e, assim, incorporaram música e alguns movimentos na capoeira, que passou a ser vista como uma dança.

Assim sendo, a capoeira é muito importante para a cultura do Brasil, pois tem características essenciais da defesa e resistência negra do Brasil.

4 Caninha verde

Caninha verde

Está é outra dança típica das festas de Santo Antônio, muito realizada no Ceará. A dança é também conhecida como dança-cordão e tem origem luso-brasileira, tendo início no ciclo de cultivo da cana de açúcar.

Após isso, passou a ser muito comum em festas em colônias de pescadores, festas de casamentos e cordões. Além disso, a dança passou a ter bastante notoriedade nos estados do sudeste e centro-oeste.

A coreografia é feita com duas rodas, uma de homens e uma de mulheres. Todos cantam e dançam em sentido contrário e trocam de lugares sem se tocarem, formando uma espécie de pares. O mais curioso e interessante é que as músicas não possuem refrão e são cantadas de improviso pelos violeiros.

5 Bumba meu boi

Bumba meu boi

Esta é uma das danças mais representativas e simbólica do folclore brasileiro e pode ser chamada também de boi-bumbá. Sua origem não é certa, mas seu primeiro registro é feito em um jornal de Recife, no ano de 1940.

Além disso, sua manifestação e celebração acontece de norte a sul do Brasil, porém é mais valorizado na região norte, mais precisamente no Maranhão. O bumba meu boi consiste em uma manifestação cultural e religiosa em torno da figura de um boi.

É performada contanto uma história, mais popularmente na qual um boi é morto por um escravo, que o mata para dar a língua dele para sua mulher grávida que estava com desejo de comer tal iguaria. Porém, esse boi era de um fazendeiro que o prende. E o boi passa a ser ressuscitado, com as ajudas dos curandeiros.

Entretanto, podem surgir diferentes representações, personagens, ritmos, adereços e instrumentos diferentes. Os instrumentos mais comuns são o tambores diferentes e pandeirão.

6 Fandango

Fandango

O fandango é uma dança luso-brasileira, que surgiu por volta de 1750 e é muito popular e reservada para a região sul do Brasil. A dança acontece em pares, nos quais os dançarinos são chamados de folgadores e folgadeiras, e eles dançam sem se tocar.

Os trajes utilizados são roupas típicas da região sul. A dança é feita com grande exibicionismo e sensualidade, tendo muita influência dos passos de valsa e bailes.

7 Carimbó

Carimbó
Foto: Pierre Azevedo

O carimbó é uma dança muito famosa e popular em Belém do Pará, mas se popularizou por todo norte e nordeste. Também é conhecida como Pau e corda, Samba de roda do Marajó e Baião típico de Marajó. O ritmo foi trazido pelos escravos africanos que foram incorporando influências indígenas e europeias.

Além disso, inicialmente a música era realizada por tambores, reco-reco, viola, ganzá, banjo, maracás e flauta. Porém, depois foram inseridas guitarras elétricas e expandida para região nordeste com mais uma novidade da assimilação da lambada e, a partir disso, se tornou popular por todo o país.

A dança é feita dividida em dupla, na qual o homem bate palmas seguindo o ritmo da música e a mulher dança, com uma saia rodada, fazendo volteios.

8 Samba

Samba

O samba é uma das danças mais conhecidas e populares no país. Sua origem é africana, vindo para o Brasil junto com a chegadas no escravos africanos em terras brasileiras.

No ritmo podem ser utilizados muitos instrumentos variados como cavaquinho, pandeiro, tamborim, atabaque e reco-reco. Além disso, existem diferentes tipos de sambas, entretanto os mais famosos são o samba de roda e samba de gafieira.

O samba foi mais difundido nos estados do Rio de Janeiro, Bahia e Maranhão. Entretanto, hoje em dia, o samba é amplamente popular no Brasil e o maior representante do Carnaval.

9 Forró

Forró

O forró é uma dança nordestina que incorpora vários ritmos, como o baião, a quadrilha, o xaxado e o xote. Essa dança se tornou popular por todo o Brasil e é muito comum encontrá-la em festas no geral e comemorações de São João.

Os instrumentos principais utilizados na música são o acordeão ou sanfona, zabumba e o triângulo. A característica desse ritmo é por ser bastante alegre e feito em duplas, em que o casal dança com o corpo colado um no outro e arrastando o pé.

10 Xaxado

Xaxado

Essa é uma dança muito característica e típica do sertão nordestino e recebeu esse nome devido ao som do ruído que as sandálias dos cangaceiros faziam ao arrastarem no solo durante as comemorações.

Os únicos que dançavam eram os homens do cangaço, que utilizavam suas espingardas como “par”.

A dança era originalmente uma espécie de comemoração de guerra e entretenimento deles. O grande motivo para os homens dançarem com suas espingardas era porque no cangaço não era permitido mulheres e as armas então desempenhavam o papel das damas.

Além disso, a dança é performada em fila indiana e o da frente é o líder do grupo, o qual puxa os versos cantados. Somado a isso, as letras eram insultos aos inimigos ou palavras de celebração de suas vitórias e conquistas.

Veja também:  Danças populares do Brasil e do mundo

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.