Amigdalite

Continue lendo para conhecer essa enfermidade causada pela inflamação das amigdalas.

0

A amigdalite é uma inflamação das amigdalas que causa inchaço, dores de garganta, pus, febre e mal hálito. Essa inflamação pode ocorrer em qualquer pessoa, mas acontece com muita frequência em crianças.

As amigdalas ocorrem aos pares, estão localizadas na porção oral da laringe e são compostas por tecido linfático aglomerado.

Essas duas pequenas estruturas são as responsáveis por produzir células de defesa para o nosso corpo, chamadas linfócitos, ou seja, quando elas não estão funcionando normalmente, o organismo fica vulnerável aos ataques de antígenos.

As amigdalites podem ocorrer de forma aguda, esporádicas ou crônicas, com infecções recorrentes. Os tipos podem variar de acordo com o antígeno causador que podem ser bactérias ou vírus.

As infecções de amigdalite são mais comuns no inverno, quando o ar fica seco e as pessoas costumam ficar em locais mais fechados, com fácil transmissão por vias aéreas.

Amigdalite
Amigdalite

Tipos de amigdalite

  • Amigdalite viral: causada por vírus e, é o tipo mais comum de amigdalite. O tratamento geralmente é simples e pode ser feito em casa.
  • Amigdalite bacteriana: causada por bactérias, a mais comum é a Streptococcus pyogenes, conhecida como estreptococo do grupo A. Geralmente, essa infecção exige tratamento com antibiótico.
  • Amigdalite crônica: caracterizada por infecções recorrentes que causam muita dor de garganta, mau hálito e nódulos cervicais.
  • Amigdalite aguda: caracterizada por infecções que podem permanecer por duas semanas ou mais, mesmo sendo realizado o tratamento. Causa inchaço das amigdalas e obstrução das vias aéreas.

Sintomas da amigdalite

Os principais sintomas da amigdalite são:

  • dor de garganta.
  • febre.
  • amigdalas avermelhadas e aumentadas que dificultam a deglutição, inclusive da saliva.
  • sensibilidade nos gânglios linfáticos.
  • dores de ouvido.
  • mau hálito.
  • dores de cabeça.
Sintomas da amigdalite
Sintomas da amigdalite

Em algumas situações mais graves pode ser necessário realizar uma cirurgia para retirar as amigdalas.

Especialistas afirmam que a retira das amigdalas não interfere diretamente no sistema imunológico pois a produção de linfócitos também ocorre em outros órgãos.

Causas da amigdalite

A amigdalite pode ser causada por bactérias ou vírus e, geralmente, elas são infectadas por serem as primeiras barreiras contra microrganismos que entram pela boca ou vias respiratórias.

A função de produção das células do sistema imunológico deixa as amigdalas mais vulneráveis a infecções e inflamações, mas essa produção diminui com o tempo, por isso, amigdalites são menos comuns nos adultos do que nas crianças.

Diagnóstico da amigdalite

O diagnóstico da amigdalite deve ser realizado por um médico otorrinolaringologista ou clínico geral que investigará os sintomas e a condição clínica da garganta e pescoço do paciente.

Podem ser necessários exames de contagem de células sanguíneas, teste de mononucleose, exame para detecção de estreptococos e cultura das secreções da garganta.

Tratamento da amigdalite

O tratamento da amigdalite depende do tipo de infecção e do agente infeccioso que está causando a doença, os vírus ou as bactérias.

Nas amigdalites simples, podem ser prescritos anti-inflamatórios para combater a infecção e a dor causada por ela.

Nos casos mais graves, principalmente os bacterianos, o tratamento exige o uso de antibióticos ou da remoção das amigdalas.

Amigdalite tem cura?

Sim, a amigdalite é uma infecção que possui cura. Nos casos mais simples, os sintomas tendem a desaparecer em poucos dias após o início do tratamento.

Após o término dos medicamentos receitados pelo médico, as infecções de amigdalites tendem a ter desaparecido.

Nas causas mais complexas, a cura pode demorar um pouco mais, pois a infecção pode estar associada a outras enfermidades como a faringite.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.