Aves carinatas

Existem mais de 10 mil espécies de aves registradas, sendo a maioria delas carinatas.

As aves são animais que possuem como principal característica a presença de penas. Por todo o mundo, existem espécies com imensa variedade de atributos, habitats e alimentação.

Ao contrário do que muitos pensam, nem todas as aves possuem a capacidade de voar. As que desenvolveram a morfologia necessária são conhecidas como carinatas. Devido a essa capacidade de locomoção, mais de 10 mil espécies estão espalhadas pela Terra.

Alguns exemplos de aves carinatas são o tucano, a galinha, o cardeal, canário, rouxinol e muitos outros.

Características das aves carinatas

Hárpia
Harpia

As aves carinatas possuem tamanhos e formatos diversos. Elas são adaptadas para o voo, por isso suas asas foram modificadas para essa habilidade. Possuem cerebelo desenvolvido, esterno em forma de quilha (onde ficam os músculos responsáveis pelo batimento das asas), ossos com cavidades de ar e sacos aéreos. Há, também, membrana nictitante para proteção dos olhos e glândula uropigiana, que impermeabiliza as asas. Já as aves marinhas possuem glândulas especiais para eliminar o excesso de sal.

O voo é utilizado para se deslocar, buscar alimento, fugir de predadores e se reproduzir. As penas, essenciais para a atividade, sofrem trocas de acordo com cada espécie. São três tipos:

  1. Rêmige — penas das asas, que permitem a propulsão;
  2. Retrizes — penas da cauda, que podem direcionar o voo e auxiliar na decolagem;
  3. Tectrizes — contribuem para a manutenção da camada de ar, na cobertura da pele; as aves jovens possuem penugem.

Reprodução das aves carinatas

A reprodução das aves carinatas é sexuada e a fecundação é externa. Porém, cada espécie possui particularidades acerca do processo de criação de ninho, o ato de chocar os ovos, entre outras.

Alimentação das aves carinatas

Canário
Canário

As aves carinatas são muito diversas, logo, têm hábitos de alimentação diferentes. Há aves com dieta baseada em frutos ou sementes (frugívoras), néctar (nectarívoras), insetos (insetívoras), e aves predadoras de presa e de carcaça, etc.

Espécies oportunistas sobrevivem mais facilmente e podem ter um habitat diverso. Porém, as aves especialistas, isto é, que possuem uma alimentação restrita, são sensíveis aos impactos ambientais.

Diferenças entre aves carinatas e ratitas

Ao contrário das carinatas, as aves ratitas são aquelas que possuem esterno achatado, corpo robusto e penas pouco desenvolvidas, o que impossibilita o voo. Alguns exemplos destas são as emas, kiwis e os avestruzes.

Leia também:

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More