Epiderme

A epiderme é a camada mais externa da pele. Vamos conhecê-la? Continue lendo!

A pele que recobre a superfície do corpo humano é composta por duas camadas: a epiderme, a derme. A epiderme é a camada mais externa, composta por um epitélio estratificado, ou seja, com muitas camadas de células organizadas de forma justapostas.

Além disso, a epiderme é um epitélio pavimentoso em que a espessura pode variar de acordo com a região do corpo.

A palma das mãos e a planta dos pés possuem pele espessa, enquanto o restante do corpo possui pele fina, entretanto, toda a epiderme possui característica impermeável devido a ser um epitélio queratinizado.

Função da epiderme

A epiderme é uma camada de proteção para o organismo, ela absorve a radiação ultravioleta que a luz solar emite, evita a perda e absorção excessiva de água.

Além disso, a epiderme possui muitos receptores nervosos que permitem a sensação do tato.

Células da epiderme

A epiderme possui células justapostas, ou seja, células muito unidas, sem nenhuma substância intercelular. Elas podem ser de quatro tipos:

  • Queratinócitos: são as células produtoras de queratina, é o tipo celular que compõe 95% da epiderme.
  • Melanócitos: são as células produtoras de melanina, as responsáveis pela coloração da pele.
  • Células de Merkel: estão na região mais profunda da epiderme, possuem muitas terminações nervosas e são as responsáveis pela sensação do tato.
  • Células de Langerhans: estão presentes em todas as camadas da epiderme, são capazes de realizar fagocitose e ativar linfócitos T, por isso são consideradas células de defesa da pele.

Anatomia da epiderme

A epiderme é uma camada que possui 5 estratos diferentes, são eles: estrato córneo, estrato lúcido, estrato granuloso, estrato espinhoso, estrato germinativo ou basal.

Camadas da epiderme
Camadas da epiderme

Estrato córneo

O estrato córneo é formado por células mortas, achatadas, com grande quantidade de queratina e que se descamam constantemente. Essa é a camada mais externa da epiderme.

Estrato lúcido

O estrato lúcido está presente em maior quantidade nas regiões de pele espessa, como a palma das mãos e a planta dos pés.

Ele possui células achatadas, eosinófilas e translúcidas, as enzimas dos lisossomos digerem o núcleo e organelas dessas células, por isso, não é possível observá-los nesse estrato.

Estrato granuloso

O estrato granuloso é formado por células poligonais achatadas que dão origem à queratina. Essas células possuem núcleo e citoplasma com muitos grânulos basófilos.

Ele também possui grânulos lamelares, que se unem ao citoplasma e liberam substâncias lipídicas no espaço intercelular que irão impedir a perda de água.

Estrato espinhoso

O estrato espinhoso possui de 5 a 10 camadas de células, elas possuem formato cúbico, um pouco achatadas e com presença do núcleo central.

As células desse estrato possuem tonofilamentos que mantém a união das células através dos desmossomos. Esse arranjo de células unidas deixa o estrato com aspecto espinhoso, dai o nome dele.

Estrato germinativo ou basal

O estrato germinativo ou basal é o mais profundo da epiderme, é ele que fica em contato direto com a derme.

Esse estrato é o responsável pela produção de novas células para renovar a epiderme, por isso, possui intensa atividade mitótica.

Estima-se que uma célula do estrato germinativo ou basal demore 26 dias até chegar ao estrato córneo e, finalmente, atingir a maturidade.

Os queratinócitos, por exemplo, produzem queratina desde que são sintetizados, no entanto, quanto mais são empurrados para as camadas superiores, mais queratina eles produzem.

Veja também:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More