Lenda do Boto

A lenda do Boto é uma história folclórica brasileira, oriunda da região amazônica, utilizada tradicionalmente para justificar a gravidez fora do casamento.

0

O boto-cor-de-rosa é um animal de água doce que vive na bacia amazônica.

Segundo a lenda, em noite de Lua cheia, essa criatura tem o poder de se transformar em um jovem belo, elegante e sedutor.

Ele aparece especialmente nas Festas Juninas, em noites de comemoração dos santos populares (Santo Antônio, São João e São Pedro).

Quando transformado, ele usa roupas brancas e um chapéu para esconder seu espiráculo (abertura por onde ele respira).

Nas noites de festividade, o Boto escolhe a mais bela jovem solteira e a leva para passear no fundo do rio. Lá, engravida-a e, na manhã seguinte, ele volta a ser boto e a abandona.

A expressão “filho do boto” é usada quando não se sabe quem é o pai de determinada criança. A lenda, portanto, é uma espécie de justificativa tradicional para a gravidez fora do casamento.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.