Lenda do Boto-cor-de-rosa

Nas noites de lua cheia, o boto se transforma em um cara elegante e comunicativo. Ele escolhe uma garota bonita, a leva para o fundo do mar e a engravida. Depois disso, some. No outro dia ele volta a ser um boto. Conheça agora a lenda do Boto-cor-de-rosa.

0

O Boto-cor-de-rosa é visto como “golfinho das águas doces”. Este vive nos rios Amazonas e Orinoco. Seu nome surgiu referente à sua pele que é cor rosa. Este animal é um personagem importante do Folclore Brasileiro, pela lenda conhecida como O Boto-cor-de-rosa.

Originada Norte do Brasil, a lenda do Boto-cor-de-rosa ou simplesmente Lenda do Boto foi criada pelos indígenas e faz parte do nosso folclore.

A lenda do Boto-cor-de-rosa

Diz a lenda que o Boto-cor-de-rosa, um animal semelhante ao golfinho e que vive nas águas amazônicas, se transforma em um jovem belo e elegante nas noites de lua cheia.

Geralmente ele aparece nas comemorações dos santos populares, como Santo Antônio, São João e São Pedro, as conhecidas Festas Juninas. Este aparece vestido de branco e com um chapéu cobrindo as suas narinas, já que a sua transformação não é total.

Ainda segundo a lenda, o homem que surge do Boto-cor-de-rosa é totalmente comunicativo, galã e conquistador. Ele escolhe uma moça bonita, a leva para o fundo do rio, a engravida e depois a abandona.

Na manhã seguinte, ele se transforma em boto de novo. Por muitas vezes, esta lenda é utilizada para justificar a gravidez fora do casamento. Costumam dizer que a criança é “filha do boto” quando o pai é desconhecido.

Dizem que o Boto-cor-de-rosa é amigo dos pescadores da região amazônica. Segundo a lenda,ele auxilia os pescadores durante a pesca e conduz as canoas em dias de tempestades. Além disso, o Boto tira as pessoas que estão se afogando do rio, salvando-as.

Tradições sobre o Boto-cor-de-rosa

Em algumas tradições, caso haja alguma festa em noites de lua cheia, todos os homens devem tirar os chapéus para serem identificados.

Na cultura popular amazônica, acredita-se que quem comer carne de boto, ficará louco e enfeitiçado.

Filme Ele, o Boto

A lenda do Boto-cor-de-rosa fez surgir o filme “Ele, o Boto”, com a direção de Walter Lima Jr. O filme foi lançado em 1987.

Cena do filme Ele, o boto
Cena do filme Ele, o boto

Você também pode se interessar: A Lenda da Mula-Sem-Cabeça

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.