O que foi o Iluminismo?

O Iluminismo foi um movimento intelectual europeu que defendia o uso da razão como o único meio capaz de transformar a sociedade.

0

O Iluminismo foi um movimento intelectual que ocorreu no continente europeu durante o século XVIII. Os pensadores iluministas acreditavam que sua época deveria ser iluminada pela luz da razão.

O objetivo dos intelectuais desse período era tornar a sociedade europeia mais racional e justa, por isso criticavam o despotismo dos reis absolutistas.

Os ideais iluministas influenciaram movimentos em todo o mundo, como a Revolução Francesa e a Revolução Americana.

No Brasil, as rebeliões que ocorreram tendo como influência o Iluminismo foram a Conjuração Baiana e a Inconfidência Mineira.

Resumo

De acordo com Immanuel Kant, o Iluminismo é um processo de “esclarecimento”. Ao sair da sua “menoridade” graças ao uso da razão e à liberdade de pensamento, o ser humano se tornaria um ser iluminado, que teria alcançado a “maioridade”.

Para os filósofos iluministas, o século XVIII foi o ápice da maturidade racional e intelectual do homem.

A palavra-chave para entender o Iluminismo é razão. Ela é vista como o principal instrumento capaz de fazer o ser humano lidar com a sociedade e a natureza.

O Iluminismo foi um conjunto de ideias desenvolvidas no continente europeu, principalmente na França, que considerava o racionalismo como valor insubstituível na sociedade.

Para os intelectuais iluministas, o Iluminismo é o uso da luz, a razão, em oposição às trevas, pensamento religioso que vigorou durante a Idade Média.

Eles foram os responsáveis por criar o termo Idade das Trevas, por acreditarem que nada de produtivo havia acontecido nesse período, por isso, rejeitavam a herança medieval.

Anterior aos ideais iluministas, a sociedade europeia já havia experienciado a Revolução Científica do século XVII, momento em que o racionalismo teve um considerável avanço.

O século XVII vivenciou:

  • A Teoria Heliocêntrica — Nicolau Copérnico
  • O estudo do movimento dos planetas — Johanes Kepler
  • O descobrimento da lei da gravitação universal, responsável por fundar a Física moderna — Isaac Newton

Desse modo, os séculos XVII e XVIII representaram o predomínio da razão sobre a religião, direcionando para uma mudança de valores que fundamentariam a formação do mundo contemporâneo.

Assim, é correto afirmar que o Iluminismo foi um conjunto de ideias que, ao utilizar a razão como valor fundamental, conduziu o mundo ocidental a um processo de laicização, ou seja, levou o mundo para um novo formato de organização social em que a religião não teria predominância.

Por isso o século XVIII é considerado o Século das Luzes, pois iluminou a mente do ser humano que, ao usar a razão, deixou a religião de lado.

Características do Iluminismo

Algumas das características do Iluminismo, são:

  • Uso da razão
  • Crítica ao autoritarismo
  • Oposição ao fanatismo
  • Crítica à autoridade religiosa
  • Uso da ciência para contestar as doutrinas religiosas

Iluminismo no Brasil

O Iluminismo chegou ao Brasil por meio de publicações contrabandeadas. Diversas pessoas que iam estudar na Europa e tinham contato com os ideais iluministas, os difundiam ao voltarem para o Brasil.

Os ideais iluministas contribuíram para o questionamento do sistema colonial, o que possibilitou aos colonos ansiar por transformações sociais.

Assim, o Iluminismo influenciou a Inconfidência Mineira e a Conjuração Baiana.

O Iluminismo contra o absolutismo

Os iluministas eram contra o absolutismo dos reis e o Antigo Regime, uma sociedade que privilegiava alguns em detrimento de outros. Ao celebrar a desigualdade social, o Antigo Regime era uma versão atualizada da hierarquia feudal.

Por acreditarem que o poder do monarca vinha de Deus, eles agiam de forma arbitrária e centralizadora.

Assim, para os filósofos do Iluminismo, o poder do rei deveria ser limitado por uma Constituição ou por um conselho.

Despotismo esclarecido

O despotismo esclarecido foi adotado por alguns monarcas europeus no decorrer do século XVIII.

Essa prática de governo se caracterizou pela mescla dos ideais iluministas com as práticas absolutistas.

Os reis buscavam no Iluminismo formas de modernizarem seus Estados, mas sem abrir mão dos seus poderes, os conciliando com as demandas populares.

Assim, tais monarcas chamados de déspotas esclarecidos, promoveram reformas nos campos social, econômico e religioso.

Os monarcas que adotaram essa forma de governo, foram:

  • Frederico II — Prússia
  • Catariana II — Rússia
  • José II — Áustria
  • Dom José II — Portugal

Principais pensadores iluministas

Os principais pensadores iluministas foram:

  • Montesquieu (1689–1755)
  • Voltaire (1694–1778)
  • Diderot (1713–1784)
  • D’Alembert (1717–1783)
  • Rousseau (1712–1778)
  • John Locke (1632–1704)
  • Adam Smith (1723–1790)

Saiba mais em:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.