Geografia do Amapá

Apesar de ser um dos estados mais bem preservados e ter Floresta Amazônica em 90% do território, um dos principais problemas do Amapá é a poluição dos rios e o desmatamento.

0

O Amapá é um estado brasileiro, com área de aproximadamente 142.814,6 km², situado a nordeste da região Norte, e tem como limite a Guiana Francesa a norte, o Oceano Atlântico a leste, o Pará a sul e oeste, e o Suriname a noroeste.

Este é o estado brasileiro mais bem preservado, mantendo intacta quase toda a Floresta Amazônica, que cobre aproximadamente 90% de seu território.

A economia do Amapá possui pouca participação no PIB nacional e se concentra basicamente na extração da castanha-do-pará, da madeira e na mineração do manganês.

É um dos maiores compradores dos produtos do Pará, ao qual é muito ligado. O estado consome produtos alimentícios e de outros gêneros principalmente da região do Marajó (PA).

Os principais recursos do Amapá são o ouro, granito e caulim. E os principais problemas ambientais encontrados nesse estado foram a poluição de rios e desmatamentos, mesmo sendo um dos estados mais bem preservados.

Clima do Amapá

Em sua totalidade, o estado é influenciado pelo clima equatorial superúmido, ou seja, ocorre uma grande quantidade de calor e umidade que favorece a propagação da biodiversidade.

As temperaturas médias que ocorrem no estado variam de 36 ºC a 20 ºC. As temperaturas mais amenas normalmente acontecem no alvorecer, enquanto as mais elevadas no fim da tarde.

Vegetação do Amapá

O clima quente e úmido do estado, favorece para a cobertura vegetal, que é bastante diversificada e apresenta Florestas, que são classificadas em: Floresta de Várzea, Floresta de Terra Firme, além de campos e cerrados.

Nas áreas próximas ao litoral a vegetação encontrada é o mangue ou manguezal.

Manguezal no Amapá
Manguezal no Amapá.

Relevo do Amapá

O Amapá apresenta três modalidades de relevo, sendo elas: planície litorânea, baixo planalto terciário e planalto cristalino.

Além disso, o relevo do estado é predominantemente plano, isto quer dizer que, com baixas altitudes se faz presente nas proximidades da foz do Rio Amazonas, litoral e bacia Oiapoque. Já na porção centro-oeste e noroeste apresentam elevações maiores, podendo atingir até 500 metros acima do nível do mar.

A planície litorânea é caracterizada por ambientes propícios a inundações, já que a superfície é muito plana e dificulta a drenagem das águas. Já o baixo planalto terciário, se refere a planaltos levemente elevados e planície litorânea.

O planalto cristalino predomina no estado, ocupando grande parte do território, e localizado em uma região que concentra diversas serras, colinas e morros.

Conteúdo relacionado:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.