Questões discursivas sobre classificação dos seres vivos

Fixação de conteúdo sobre a classificação taxonômica dos seres vivos.

A classificação dos seres vivos é estudada por uma ciência chamada de taxonomia. As classificações taxonômicas levam em conta características físicas e fisiológicas dos indivíduos para separá-los em diversos grupos.

Preparamos uma lista de questões discursivas sobre classificação dos seres vivos para que você possa testar seus conhecimentos sobre taxonomia.

Você pode consultar as respostas e salvar essa lista de exercícios em PDF no final do post!

Questões discursivas sobre classificação dos seres vivos

1) Quais são as sete principais categorias taxonômicas em que os seres vivos estão classificados? Escreva em ordem de maior para menor abrangência do grupo.


2) (UNICAMP) De acordo com o sistema binomial de nomenclatura estabelecido por Linnaeus, o nome científico Felis catus aplica-se a todos os gatos domésticos, como angorás, siameses, persas, abissínios e malhados. O gato selvagem (Felis silvestris), o lince (Felis lynx) e o puma ou suçuarana (Felis concolor) são espécies relacionadas ao gato.

a) A que gênero pertencem todos os animais mencionados?
b) Por que todos os gatos domésticos são designados por um mesmo nome científico?
c) Qual dos nomes a seguir designa corretamente a família a que pertencem esses animais: Felinaceae, Felidae, Felini, Felinus ou Felidaceae? Justifique.


3) (UNICAMP) Leptodactylus labyrinthicus é um nome aparentemente complicado para um anfíbio que ocorre em brejos do Estado de São Paulo. Justifique o uso do nome científico em vez de, simplesmente, “rã-pimenta”, como dizem os pescadores.


4) (UFES) Observe a imagem a seguir:

Exercícios discursivos - Classificação dos seres vivos

As estruturas corporais de diferentes animais podem indicar que essas espécies descendem de um ancestral comum, dependendo da organização anatômica e da origem embrionária dessas estruturas e independentemente de suas funções. As figuras acima representam a asa de um inseto, a asa de uma ave e a nadadeira anterior de um golfinho.

Com base no exposto, faça o que se pede.

a) Compare a asa do inseto com a da ave, em relação a suas origens evolutivas e suas funções. Explique o evento evolutivo envolvido no surgimento de estruturas com essas condições.

b) Compare a asa da ave com a nadadeira do golfinho, em relação a suas origens evolutivas e suas funções. Explique o evento evolutivo envolvido no surgimento de estruturas com essas condições.

c) Para Lamarck, o surgimento de uma nadadeira do tipo da do golfinho seria em decorrência do desenvolvimento de um outro tipo de apêndice, que, progressivamente, em cada indivíduo, ao longo de gerações, iria se modificando em decorrência do seu uso para o nado. As modificações adquiridas em cada indivíduo seriam transmitidas para seus descendentes, até que, ao longo de gerações, o apêndice se transformasse em uma nadadeira. Diga se essa hipótese é correta ou não e justifique a sua resposta.


5) (UFF-RJ – mod.) Identifique a categoria taxonômica a que se refere cada um dos nomes citados, de acordo com as regras de nomenclatura zoológica e justifique sua resposta.

a) Rattus
b) Ascaris lumbricoides
c) Homo sapiens sapiens
d) Anopheles (Nyssorhynchus) darlingi


6) (UFJF-MG) Quantos e quais são os reinos dos organismos vivos? Caracterize esses táxons.


7) (UNIFESP – Mod.) “Em uma área de transição entre a mata atlântica e o cerrado, são encontrados o pau-d’arco (Tabebuia serratifolia), a caixeta (Tabebuia cassinoides) e alguns ipês (Tabebuia aurea, Tabebuia alba, Cybistax antisyphillitica). O cipó-de-são-joão (Pyrostegia venusta) é também frequente naquela região”.

Considerando os critérios da classificação biológica, quantos gêneros e quantas espécies são citados no texto?


8) (UFPR) Conceitue células procariontes e eucariontes descrevendo pelo menos duas características que as diferenciam.


9) (UPE – Mod.) A classificação atual dos seres vivos considera as semelhanças anatômicas, a composição química e estrutura genética. Assim, o nome de cada espécie deve ser constituído por duas palavras: a primeira designando o gênero; e a segunda, a espécie. No Brasil, existem cerca de 118 espécies de primatas, sendo considerado o país com o maior número de espécies. A Amazônia é o bioma com a maior diversidade, onde é possível se encontrarem três delas: Alouatta belzebul, Ateles belzebuth e Ateles paniscus.

Com base nessas considerações e nos princípios que regem essa classificação, qual o grau de parentesco de Ateles paniscus e Ateles belzebuth?


10) (UFC 2009) Alguns insetos apresentam os dois pares de asas desenvolvidos, enquanto outros apresentam modificações dessa condição, substituindo o segundo par de asas por estruturas conhecidas como halteres, utilizadas para estabilizar o voo. A condição das asas posteriores bem desenvolvidas, semelhantes às asas anteriores, é conhecida como plesiomórfica, ou seja, primitiva, e a condição das asas transformadas em halteres é conhecida como apomórfica, ou seja, derivada. De acordo com o exposto, responda o que se pede a seguir.

a) Cite um exemplo de um caráter plesiomórfico e seu correspondente apomórfico em vertebrados.

b) Modificações ao longo da história evolutiva, gerando apomorfias, acontecem em indivíduos que apresentam estruturas homólogas. Cite um exemplo de homologia em relação ao caráter plesiomórfico citado no item anterior.


Reposta da questão 1

Reino – filo – classe – ordem – família – gênero – espécie.

Reposta da questão 2

a) Os animais mencionados pertencem ao gênero Felis.

b) Todos os gatos domésticos são designados por um mesmo nome científico porque todos pertencem à mesma espécie.

c) O nome que designa a família dos gatos é Felidae. De acordo com a nomenclatura científica, os nomes de família devem ser grafados com a terminação “idae”.

Reposta da questão 3

O uso de nomes científicos permite comunicação mais eficiente entre as pessoas.

Isso acontece porque eles são escritos em latim, uma língua que não é mais usada no mundo e, por isso, não estão sujeitos a regionalismos, como acontece com os nomes populares ou vulgares.

Além disso, os nomes populares referem-se a mais de uma espécie, dependendo da região.

Reposta da questão 4

a) As asas dos insetos e das aves são órgãos análogos, pois têm mesma função, mas origem embrionária e plano estrutural totalmente diferentes. A asa de uma ave é um membro composto de ossos, músculo, pele, nervos, etc., enquanto a asa de um inseto é uma projeção do exoesqueleto de quitina que recobre o corpo do animal.

b) As asas das aves e as nadadeiras dos golfinhos são órgãos homólogos, pois, apesar de terem funções distintas – as asas são adaptadas ao voo e as nadadeiras, à natação – têm a mesma origem embrionária e apresentam esqueletos com o mesmo plano estrutural.

A melhor explicação para essa semelhança de organização óssea é que esses animais descendem de um ancestral comum, de quem herdaram o projeto estrutural que compartilham.

c) A hipótese de Lamarck não é correta. Apenas alguns tecidos, como os musculares, se transformam em decorrência de seu uso ou desuso; mesmo assim, essas transformações não podem ser transmitidas para seus descendentes.

Reposta da questão 5

a) Gênero; nome escrito na forma latina, em itálico ou grifado, com inicial maiúscula.

b) Espécie; nome duplo, latinizado, escrito em itálico ou grifado, primeiro nome com inicial maiúscula e segundo com inicial minúscula.

c) Subespécie; nome escrito em itálico ou grifado, formado por três palavras, sendo a última escrita também com inicial minúscula.

d) Espécie em que se destaca o subgênero; nome escrito em itálico ou grifado, formado por três palavras, sendo a segunda (referente ao subgênero) entre parênteses e com inicial maiúscula.

Reposta da questão 6

Monera: unicelulares procariontes.

Protista: eucariotos unicelulares heterótrofos (protozoários) ou unicelulares e multicelulares que não formam tecidos verdadeiros e que são autótrofos (algas).

Fungi: eucariotos heterótrofos que se alimentam por absorção de nutrientes do meio (incluindo alguns grupos flagelados).

Plantae ou Metaphyta: multicelulares autótrofos com tecidos verdadeiros.

Animalia ou Metazoa: multicelulares heterótrofos que se alimentam por ingestão.

Reposta da questão 7

No texto são citados 3 gêneros e 6 espécies.

Reposta da questão 8

As características que diferenciam células eucariontes de procariontes são:

1- Ausência de envoltório nuclear (carioteca), organelas membranosas e citoesqueleto nas células procariontes e, presença dessas estruturas nas células eucariontes;

2- Presença de cromossomo circular único formado apenas por DNA nas células procariontes e presença de cromossomos filamentosos aos pares, formados por DNA e proteínas, nas células eucariontes.

Reposta da questão 9

Ateles paniscus e Ateles belzebuth são espécies com grau de parentesco no nível de gênero.

Reposta da questão 10

a) Caráter plesiomórfico: quatro pares de patas na maioria dos répteis. Caráter apomórfico: ausência de patas em serpentes.

b) Nadadeiras anteriores e posteriores de mamíferos aquáticos.

Clique aqui para salvar essa lista de questões discursivas sobre classificação dos seres vivos em PDF!

Leia também:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More