Geografia do Piauí

O Piauí é considerado o terceiro maior estado da região do nordeste, perde apenas para a Bahia e o Maranhão.

0

O Piauí é uma das 27 unidades federativas do Brasil, sendo considerado o 11º no ranking nacional de área territorial.

A capital do Piauí é Teresina, sendo a única da região nordeste que não está situada às margens do Oceano Atlântico. Além disso, o estado possui o menor litoral brasileiro, com 66 km.

Os nascidos no Piauí são nomeados como piauenses.

Características geográficas do Piauí

Situado na região nordeste do Brasil, o estado do Piauí é limítrofe ao Maranhão, ao norte; à Bahia, ao sul; ao Ceará, ao nordeste; ao Pernambuco, ao sudeste; possui a estreita fronteira ao Tocantins, ao sudoeste; e é banhado pelo Oceano Atlântico no extremo norte do estado.

Mapa do Piauí

O Piauí é composto por 224 municípios. Esses são fragmentados em 19 regiões geográficas imediatas e 6 regiões geográficas intermediárias, as quais são:

  1. Teresina: Amarante-Água Branca-Regeneração, Barras, Campo Maior, Teresina e Valença do Piauí;
  2. Parnaíba: Esperantina, Parnaíba, Piripiri e Esperantina;
  3. Picos: Oeiras, Paulistana, Picos e Simplício Mendes;
  4. São Raimundo Nonato: São João do Piauí e São Raimundo Nonato;
  5. Corrente – Bom Jesus: Bom Jesus e Corrente;
  6. Floriano: Canto do Buriti, Floriano e Uruçuí.

Área e população

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a área do Piauí é de 251.616,823 km² e compreende 2,9% do território nacional.

Configurando como o terceiro maior estado da região do nordeste brasileiro, ele fica atrás apenas da Bahia e do Maranhão.

Conforme o censo realizado em 2010, a população do Piauí era de 3.118.360 habitantes e, em 2019, o número era de 3.273.227 pessoas estimadas. A densidade demográfica é de cerca de 12,4 hab/km², com um crescimento populacional de 0,9% por ano.

Clima

O clima do Piauí é majoritariamente tropical, com chuvas no verão e seca durante o inverno. A temperatura média anual varia entre 25 º C e 27 º C, com pluviosidade de 700 mm no sul e 1.200 mm ao norte.

Já no sudeste do estado, o clima predominante é o semiárido quente. As proximidades do interior do Piauí possuem escassez de chuvas. Entretanto, mesmo com as irregularidades, a temperatura média é de 24° C com a pluviosidade média de 650 mm.

Relevo

O relevo do Piauí contém duas formações gerais. Na maior parte do seu território (regiões sul, sudeste, sudoeste e leste piauiense) prevalecem as elevações de planaltos e chapadas do Planalto Brasileiro, usualmente denominados Planalto da Bacia do Parnaíba. Enquanto na região norte, mais próxima do litoral, está situada a Planície Costeira.

Recursos naturais do Piauí

principal recurso natural do estado do Piauí é o minério: níquel, ferro, diamante e fósforo.

Há também como principal patrimônio natural a presença de um importante sítio arqueológico: o Parque Nacional da Serra da Capivara.

PUBLICIDADE

parque nacional da serra da capivara

Vegetação

A vegetação do Piauí é composta por quatro tipos de cobertura vegetais:

  1. Vegetação litorânea: Situada no extremo norte, nas proximidades com o Oceano Atlântico. Nela há os manguezais, comuns nas áreas alagadas de água salgada ou salobra.
  2. Caatinga: Pode ser encontrada na região sudeste e é alinhada aos extensos períodos de estiagem. É constituída por árvores pequenas e esparsas, arbustos e cactáceas como a palma.
  3. Cerrado: É a ocupação do sul piauiense, entre os rios Paraíba e Gurgueia. Um modelo de savana, com árvores pequenas e médias, troncos retorcidos e cascas grossas.
  4. Mata dos cocais: Está localizada na região noroeste, com muitas palmeiras. Ela configura-se como uma mata de transição entre a Floresta Amazônica e a caatinga.

Fauna e flora

Na lista dos animais presentes na fauna do Piauí estão as seguintes espécies: corrupião, ema, falcão-tropical, jaguatirica, jararaca, lobo-guará, mocó, onça-pintada, paca, sagui, surucuá-de-barriga-vermelha, tatu-bola-da-caatinga, urubu-rei e xexéu.

Entre as espécies vegetais da flora do Piauí constam as seguintes espécies: açoita-cavalo, angico-branco, aroeira, babaçu, bromélias, buriti, cactos, cajazeira, carnaúba, cedro, ipê-amarelo, jatobá, jenipapo, jurema, louro-pardo, macaúba, moreira e oiti.

Hidrografia

O Piauí possui importantes rios que constituem a bacia do Parnaíba, situada na divisa com o Maranhão e ocupando mais de 90% do território piauiense, abrangendo uma parcela do sudeste cearense.

Bacia do Parnaíba

A maioria dos rios do estado são afluentes do rio Parnaíba, exceto os rios Camurupim, Ubatuba, São e São Miguel que são direcionados ao Oceano Atlântico.

Principais problemas do Piauí

O número de mortalidade infantil no Piauí é alto e corresponde a quinta colocação no ranking brasileiro.

Quanto a alfabetização do Piauí, o estado só vence Alagoas, ficando na 26ª posição. No ano de 2016, a taxa de alfabetização era de apenas 82,8%. Já os números do ensino superior são ainda menores, só 5,10% da população possui o título, listando o estado como 22º no Brasil, conforme os dados do IBGE (2010).

Por outro lado, a taxa de natalidade no Piauí é alta, o número de 19,9 %, configurando na 8ª colocação nacional.

A renda per capita é baixa, com o valor de R$750,00, caracteriza-se como a quarta mais baixa do país. Segundo dados do IBGE (2010), o estado perde apenas para o Maranhão, Alagoas e Pará.

Consequentemente, os números da pobreza no Piauí são elevados (21,6%), o posicionando como penúltimo da tabela brasileira, atrás só do Maranhão.

O acesso à rede de esgoto é um problema alarmante no estado, estando limitado a apenas 4,5% da população.

Problemas ambientais

Entre os principais problemas ambientais do Piauí, em decorrência da ação humana no ecossistema, estão o assoreamento e a poluição dos rios; a destruição dos mangues; os desmatamentos; o grande volume de lixo; a ocupação do cerrado por grandes latifúndios; o processo de desertificação no sul do Estado; as queimadas; o tráfico de animais silvestres, entre outras complicações.

Saiba mais sobre a geografia de outros estados:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.