Cultura grega

A cultura grega foi extremamente importante para a formação do mundo ocidental.


A cultura grega foi fundamental para a formação da mentalidade do Ocidente. Imensamente rica, ela influenciou vários campos da vida do homem ocidental.

A Grécia Antiga é vista pelos historiadores como uma civilização de expressiva abundância cultural. A filosofia, a política, as artes, os esportes, a estética, a medicina, a matemática e o teatro são algumas das esferas influenciadas pela produção intelectual dos gregos.

Resumo – Cultura grega

Até aproximadamente o século VII a.C., os gregos utilizavam os mitos para explicar sua realidade. A partir do século VI a.C., eles passaram a compreender as relações humanas e a natureza de modo mais reflexivo e realista.

Mas foi no século V a.C. que, a partir do surgimento dos sofistas, os gregos começaram a dar passos expressivos.

Os princípios do sofismo se baseavam na relativização das concepções dominantes de justiça, moral, verdade e bondade, e no conhecimento como resolução dos problemas humanos.

A principal ferramenta adotada pelos sofistas para defender seus argumentos era a retórica. Além disso, eles foram os responsáveis pela criação da sistematização do estudo, pois atuavam como “professores”.

O século IV a.C. foi marcado pelo surgimento de grandes filósofos gregos que influenciaram o pensamento racionalista do homem ocidental.

Filosofia grega

Sócrates (470-399 a.C.)

Sócrates é autor da célebre frase “só sei que nada sei”. Para ele, o conhecimento era alcançado por meio de uma investigação permanente. Conhecido por ser um constante questionador, nada escreveu, mas ensinou muito aos seus discípulos.

Sócrates foi condenado à pena de morte sob a acusação de renegar os deuses e corromper a juventude.

Platão, um de seus discípulos, transcreveu sua defesa diante do tribunal, produzindo um clássico da filosofia grega.

Platão (427-347 a.C.)

Foi o discípulo de Sócrates que mais se destacou. Fundador de uma escola fixa chamada de Academia de Atenas, nela, Platão recebia alunos de toda a Grécia.

Ele acreditava na existência de ideias e noções perfeitas que regiam todo o universo, inacessível a muitos homens, mas que deveriam ser acessadas pelos filósofos.

Aristóteles (384-322 a.C.)

Discípulo de Platão, é considerado o maior filósofo de todos os tempos. Suas produções influenciaram vários campos da pesquisa, tais como a lógica, a estética, a política, a filosofia e as ciências naturais.

Observando a natureza, ele notou que a mesma fica em constante movimento (nascimento, transformação e destruição).

Contrário ao pensamento de Platão, para Aristóteles, as ideais e noções deveriam partir da realidade concreta, e não o contrário.

História na Grécia Antiga

Heródoto (485-425 a.C.)

Conhecido como o pai da História, Heródoto foi o primeiro pensador grego a promover reflexões sobre a História.

Tucídides (460-100 a.C.)

Foi um historiador grego que deu continuidade ao pensamento de Heródoto. Ampliou a noção de História e o ofício do historiador.

Ciência grega

As ciências também receberam expressivas contribuições de notáveis filósofos, tais como:

Teatro grego

Os gregos de Atenas valorizavam o teatro, que é considerado a maior expressão literária da Grécia. Acredita-se que o teatro grego surgiu a partir das festas que ocorriam em homenagem a Dionísio.

Existiam duas formas de espetáculo, a comédia e a tragédia. Na comédia, era retratado o cotidiano da sociedade grega de forma cômica. Era um gênero teatral considerado inferior à tragédia.

A tragédia é o gênero mais antigo da história. Suas histórias se baseavam em mitologias e tragédias que terminavam com um final feliz.

Os principais dramaturgos gregos foram:

  • Ésquilo (525-456 a.C.)
  • Sófocles (496-406 a.C.)
  • Eurípedes (445-386 a.C.)
  • Aristófanes (447-385 a.C.)

A primeira expressão literária grega foi o poema épico, em que se destacou Homero, autor de Ilíada e Odisseia, e Hesíodo, escritor de Teogonia.

Na poesia lírica, podemos destacar Safo e Alceu. No século V a.C., surgiu Píndaro, um poeta oriundo de Tebas.

Arte grega

A arte grega se destacou principalmente na escultura, arquitetura e pintura. As principais características eram:

  • Valorização do ser humano;
  • Perfeição;
  • Uso religioso, funerário ou doméstico;
  • Simetria;
  • Harmonia;
  • Obras inspiradas por modelos vivos;
  • Construção de templos e palácios.
Cultura grega
Escultura grega.
Cultura grega
Arquitetura grega.
Cultura grega
Pintura grega.

Religião grega

Os gregos eram politeístas, isto é, acreditavam em vários deuses, que possuíam formas humanas, defeitos e qualidades.

Sua imortalidade era a única diferença que os separava dos homens. A vida e a natureza agiam de acordo com a vontade destes deuses.

Cada um representava alguma força da natureza ou atividade humana. Não havia crenças voltadas à salvação da alma ou à existência de um salvador dos homens.

Saiba mais em:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More